Links de Acesso

Alerta máximo ao consumo de álcool em Cabo Verde

  • VOA Português

Arquipélago regista uma frequência superior à média africana de perturbações ligadas ao álcool,

Os cabo-verdianos consumiram em 2010 uma média per capita 6,9 litros de álcool puro por ano, valor que, do ponto de vista relativo à luz da Organização Mundial da Saúde (OMS), deve rondar os 7,2 litros em 2016.

Em consequência, Cabo Verde regista uma frequência superior à média africana de perturbações ligadas ao álcool, na ordem dos 5,1 por cento, e entre os países lusófonos africanos detém a mais alta percentagem de mortes associadas ao álcool (3,6%).

Esses dados foram revelados nesta sexta-feira, 1, no lançamento da campanha "Menos álcool, mais vida", que tem o alto patrocínio do Presidente da República, o apoio da OMS e a participação de mais de 60 entidades, públicas e privadas.

O estudo apresentado no lançamento da iniciativa revela ainda que o álcool é a droga lícita mais consumida no país e que dois por cento do orçamento das famílias é reservado ao álcool, o mesmo valor para despesas de saúde.

Ainda de acordo com o documento, sem incluir os 61,4 por cento de cabo-verdianos que se declaram abstémios, o consumo médio per capita sobe para 17,9 litros por ano.

Na apresentação da campanha, a ministra da Educação, Família e Inclusão Social revelou ainda o primeiro contacto com o álcool acontece em idades cada vez mais precoces, entre os 7 e os 17 anos.

Maritza Rosabal disse ainda que essa iniciação acontece principalmente, no espaço da escola, com os próprios professores a engrossarem o elevado número de consumidores de álcool.

As consequências do elevado consumo de álcool é transversal, mas tem uma especial e profunda incidência nos “elevadíssimos custos sociais e para os serviços de saúde”, como acentuou também hoje o ministro da Saúde.

Arlindo do Rosário acrescentou outros “efeitos nocivos conexos”, como o elevado número de mortes prematuras nas estradas, violência de género, absentismo no trabalho, doenças crónicas e incapacidades várias.

A campanha "Menos álcool, mais vida" visa contribuir para a diminuição do uso abusivo de bebidas alcoólicas e tem por alvo, em particular, crianças, adolescentes e homens em idade activa.

XS
SM
MD
LG