Links de Acesso

Agenda Africana: o reencontro da Guiné-Bissau com a sua história

  • Alvaro Ludgero Andrade

Historiador guineense Pedro Morato Minato considera que o pensamento de Amílcar Cabral continua actual, mas os seus companheiros esqueceram-se dele.

Quarenta e um ano depois da declaração unilateral de independência, a Guiné-Bissau continua à procura do reencontro com a sua história. Os golpes de Estado e instabilidade politico-militar marcam um percurso que é analisado pelo historiador guineense Pedro Morato Minato, na rubrica da VOA Agenda Africana.

O pensamento de Amílcar Cabral e o futuro do país são também analisados.

Ouça:

XS
SM
MD
LG