Links de Acesso

"África tem de ter um membro permanente no CS da ONU", defendeu Manuel Vicente

  • Redacção VOA

Manuel Vicente fala nas Nações Unidas

Manuel Vicente fala nas Nações Unidas

Vice-presidente Angola que a reforma da ONU é urgente

O vice-presidente de Angola defendeu na quinta-feira, 22, nas Nações Unidas a urgente reforma do sistema, em particular do seu Conselho de Segurança.

A reforma urgente do sistema das Nações Unidas, em especial do Conselho de Segurança, actualmente dominado por cinco potências com direito de veto, tem reunido opinião unânime, com particular incidência dos dirigentes africanos, que reclamam uma presença do continente como membro permanente do órgão.

Ao intervir ontem na 71ª. Assembleia-Geral das Nações Unidas, Manuel Vicente, voltou a defender uma profunda mudança nas Nações Unidas.

"A República de Angola é a favor do alargamento do número dos membros permanentes e não-permanentes do Conselho de Segurança por forma a torná-lo mais representativo e mais bem apetrechado na sua capacidade de resposta na solução dos conflitos. Por essa razão, reiteramos o direito do continente africano de estar representado entre os membros permanentes do Conselho de Segurança, conforme o Consenso de Ezulwini."

No seu discurso, Manuel Vicente, destacou o papel de Angola como membro não-permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas, cujo mandato de dois anos termina em Dezembro, lembrando o compromisso de Angola com a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG