Links de Acesso

África do Sul deporta mais 210 moçambicanos ilegais

  • Simião Pongoane

Em Setembro já foram deportados 674 emigrantes ilegais moçambicanos.

A guerra sem quartel contra emigrantes ilegais na África do Sul prossegue sem tréguas, apesar dos custos de manutenção dos ilegais no centro de trânsito e deportação.

Duzentos e dez emigrantes ilegais moçambicanos acabam de ser deportados, a partir do centro de trânsito de Lindela, em Joanesburgo.

Neste mês de Setembro já foram deportados 674 emigrantes ilegais moçambicanos, contra 639 em Agosto.

Os emigrantes são detidos em operações da policia apoiada por militares em vários cantos do país.

Ao mesmo tempo, a África do Sul colocou militares ao longo das suas fronteiras com países vizinhos para travar a migração ilegal, mas muita gente consegue entrar sem problemas, devido à corrupção nas fronteiras.

Na província de Kwazulu-Natal quase todos os emigrantes ilegais detidos passam por julgamento nos tribunais locais.

O facto foi revelado por Herculano Numaio, emigrante moçambicano que trabalha no Ministério sul-africano da Justiça como intérprete das línguas portuguesa e xangana nos tribunais.

Cerca de 2.600 moçambicanos cumprem penas de prisão na África do Sul, dos quais 160 estão condenados a penas de prisão perpetua.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG