Links de Acesso

Afeganistão: Dois ataques suicidas abalaram Cabul e Kunar


Feridos sendo transportados após o ataque em Kunar a 27 de Fevereiro

Feridos sendo transportados após o ataque em Kunar a 27 de Fevereiro

Talibã reivindicaram um dos ataques

Doze pessoas morreram e 13 ficaram feridas em consequência de um ataque de um bombista suicida às forças de segurança afegãs junto ao Ministério da Defesa, em Cabul, neste Sábado, disseram as autoridades, confirmando a morte de dois soldados afegãos.

O ataque ocorreu após um outro na província de Kunar, que matou pelo menos 13 pessoas e feriu outras 40.

O porta-voz do grupo insurgente Talibã, Zabihullah Mujahid, confirmou à Voz da América a responsabilidade pelo ataque, afirmando ter havido 23 vítimas mortais entre oficiais do exército e muitos outros feridos. Mas é de notar que os Talibã dão, normalmente, números inflacionados neste tipo de ataques.

O Chefe de Estado do Afeganistão Abdullah Abdullah condenou o ataque em comunicado, dizendo que “as conversações de paz e a violência contra os afegãos não podem andar lado a lado”

Referindo-se directamente a negociações entre o governo e os Talibã e outros grupos insurgentes no vizinho Paquistão que deveriam tomar início na próxima semana.

Para Abdullah Abdullah “os insurgentes devem escolher a paz no lugar da violência e ser parte do futuro”.

O ataque em Kunar vitimou o comandante da milícia contra os Talibã, Maliki Khan Jan, mas os Talibã negaram a responsabilidade do mesmo.

XS
SM
MD
LG