Links de Acesso

Advogado de José Mavungo diz que saúde do activista é dramática

  • Redacção VOA

Cabinda

Cabinda

Procuradoria não se pronunciou sobre libertação provisória ou não do activista.

A situação de saúde do activista José Marcos Mavungo detido em Cabinda desde o passado dia 14 de Março é “dramática”, denunciou o seu advogado Francisco Luemba.

O defensor de Mavungo disse não saber ainda quando é que as autoridades vão tomar uma decisão sobre a possível libertação ou não daquele activista, preso no dia em que estava planeada uma manifestação contra a má governação e a violação dos direitos humanos em Cabinda.

José Marcos Mavungo foi preso juntamente com o advogado Arão Tempo, que foi entretanto colocado em liberdade provisória há duas semanas.

Na altura, o procurador ordenou que continuassem as investigações no caso de Mavungo.

Após a conclusão dessas “diligências”, o processo deveria ser reenviado ao procurador para que pudesse tomar uma decisão, disse Luemba.

“Essas diligências já foram concluídas e o processo deve estar em poder do procurador ou em vias de ser posto à disposição do procurador”, conta o advogado para quem o procurador pode depois de analisar o processo colocar ou não Mavungo em liberdade provisoria.

Luemba disse, entretanto não saber quando é que o procurador poderá tomar uma decisão.

Um grupo de activistas esteve em Cabinda com um abaixo-assinado a exigir a libertação de José Marcos Mavungo.

O porta-voz do grupo Filomeno Vieira Lopes disse que o grupo tencionava entregar à governadora, ao delegado do Ministério do Interior e à procuradoria o abaixo-assinado que será também entregue ao governo central.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG