Links de Acesso

Adiadas eleições no Burundi

  • Redacção VOA

Manifestantes contra o terceiro mandato sugerido por Pierre Nkurunziza (Foto: AP/Gildas Ngingo)

Manifestantes contra o terceiro mandato sugerido por Pierre Nkurunziza (Foto: AP/Gildas Ngingo)

Governo chamado a manter o diálogo para evitar a violência e prejuízos económicos.

O presidente do Burundi, Pierre Nkurunziza, emitiu um decreto esta terça-feira, 10, a adiar as eleições presidências para 15 de Julho, duas semanas depois da data inicial. As eleições parlamentares foram também atrasadas por cerca de um mês e serão agora a 29 de Junho.

O porta-voz da presidência, Gervais Abayeho, disse à VOA que o novo calendário foi criado para dar tempo à oposição para se organizar. Com as novas datas, segundo Abayeyo, os partidos que reclamaram tempo para fazer campanha por causa da situação vivida no país terão agora essa oportunidade.

Os partidos da oposição e activistas da sociedade civil protestaram durante várias semanas contra o plano do presidente Nkurunziza de se candidatar ao terceiro mandato, o que se diz ser contra a lei.

Alguns líderes da oposição rejeitaram o novo calendário das eleições quando foi proposto pela Comissão Eleitoral daquele país.

Um porta-voz dos partidos da oposição disse à VOA que a comissão não tinha poder legal para mudar as datas.

O adiamento das eleições segue as recomendações feitas mês passado pelos chefes de Estado da África Oriental.

A Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos exortou o Governo a manter o diálogo com os membros da oposição e sociedade civil para ultrapassar a crise, evitar a violência e prejuízos económicos.

XS
SM
MD
LG