Links de Acesso

Activistas prometem processar a governadora de Cabinda

  • Manuel José

Cabinda

Cabinda

Um grupo de activistas cívicos de Cabinda pretende abrir um processo crime contra a governadora Aldina da Lomba Catembo, por alegados atropelos na sua governação. Segundo os activistas, a governadora é a mentora da prisão dos activistas José Marcos Mavungo e Arão Tempo.

De acordo com o activista dos direitos humanos de Cabinda, Alexandre Cuanga, a governadora tem se feito valer do cargo, para exercer abuso de poder contra os activistas por isso ponderam abrir um processo crime contra Aldina da Lomba Catembo.

"As nossas manifestações cumprem os pressupostos legais de acordo com a Constituição, mas quem tem impedido é a governadora Aldina da Lomba, vamos processá-la, estamos a estudar os trâmites e vamos avançar com um processo crime contra a governadora", garantiu.

Alexandre Cuanga revelou que o estado de saúde dos dois activistas cívicos presos está a agravar-se: "O estado de saúde de Marcos Mavungo e Arao Tempo é precária, Mavungo está com problemas cardiovasculares, estava no hospital nem cumpriu o tratamento e voltou à cadeia, o Dr. Arão Tempo está com problemas de tensão alta".

Cuanga que também esteve preso durante seis dias e contou que as condições da cela da Direcção de Investigação Criminal são desumanas. “Os presos comem e fazem as suas necessidades fisiológicas no mesmo lugar, uma situação vergonhosa", concluiu.

XS
SM
MD
LG