Links de Acesso

Activistas das lundas denunciam perseguição

  • Coque Mukuta

Angola máscara Tchokwe Lunda

Angola máscara Tchokwe Lunda

Governo e defensores da autonomia das Lundas mantêm braço-de-ferro.

Detido no passado sábado, o activista cívico da Lunda Sul José Daniel Mwambumba ainda não foi entregue ao ministério publico para ser ouvido, como impõe a lei angolana.

Agora, as autoridades das lundas notificaram Muene Kapenda Kamulemba, uma autoridade do poder tradicional Lunda Tchokwe, para se apresentar hoje no Comando Municipal da Policia Nacional em Capenda Camulemba, que também desconhece as razões da sua notificação.


As detenções de activistas nas Lundas acontecem há muito tempo e, apesar do caso estar nas instâncias internacionais, os defensores da autonomia continuam a ser perseguidos.

Segundo Jota Filipe Malakito, presidente da outra ala do Manifesto Jurídico Sociológico do Protectorado das Lundas, desde 2007 que o Estado de sítio não declarado naquele território leva à cadeia diversos cidadãos inocentes, apenas por exigirem a autonomia da região.

Em relação à detenção do regedor José Daniel Mwambumba, da Lunda Sul, o comandante geral da Polícia Nacional, Comissário Chefe Ambrosio de Lemos esclareceu à VOA, sem querer gravar entrevista, que o activista é acusado pelo ministério público de falsificação de documentos.

Entretanto Malakito diz que até ao momento o activista ainda não foi ouvido.

No fecho desta reportagem, Muene Kapenda Kamulemba, pertencente ao poder tradicional Lunda Tchokwe, na província da Lunda Norte encontrava-se no Comando Municipal da Policia Nacional em Capenda Camulemba a ser ouvido.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG