Links de Acesso

Activistas da SOS-Habitat denunciam perseguições

  • Coque Mukuta

Angola Baía de Luanda

Angola Baía de Luanda

Coordenador da organização não-governamental diz temer pela sua vida.

Os activistas da Associação SOS Habitat dizem estar a ser perseguidos alegadamente por indivíduos da segurança do Estado.

A Polícia diz já estar informada das supostas perseguições a Rafael de Morais, coordenador da SOS-Habitat.

O Comandante Municipal de Viana, Superintendente Conceição António, disse à VOA sem gravar entrevista ser prematuro falar sobre o que está a acontecer.

O antigo coordenador desta organização Luiz Araújo foi obrigado a mudar-se para Portugal em 2011, após ter sido denunciada a preparação de um atentado contra a sua vida. Na altura apresentou queixa, mas até ao momento o caso não foi resolvido.

Rafael de Morais diz temer pela sua própria vida: “Sim, o nosso trabalho é de risco e quando isso acontece não tens muitas opções”.

O activista disse que desta vez conseguiu interpelar o cidadão da viatura de vidros fumados de cor branca com a matrícula LD-96-21-DA, que já está em posse da polícia nacional.

Morais explica ainda o que estará por detrás destas perseguições: “Eu desconfio que seja por causa da residência que eu tenho aqui, numa zona em que alguns estão interessados e pode ser que sejam mandados. Bom são várias suspeitas”.

XS
SM
MD
LG