Links de Acesso

Activistas cívicos preparam marcha para sábado em Cabinda

  • Manuel José

Angola Centralidade de Cabinda, projecto SONIP

Angola Centralidade de Cabinda, projecto SONIP

Vão exigir respeito pelos direitos humanos.

Activistas cívicos de Cabinda preparam para este sábado uma marcha contra o que chamam de abusos dos direitos humanos em Cabinda.

Eles pretendem unir-se aos desempregados do campo petrolífero do Malongo e aos trabalhadores das empresas de saneamento básico que esperam há oito meses pelos seus ordenados.

Alexandre Kuanga, porta-voz dos activistas cívicos de Cabinda, diz que querem colocar um basta à matança da polícia nacional e outras violações dos direitos humanos.

“Aqui em Cabinda regista-se muita matança protagonizada pela polícia nacional como em 2013, 2014 e 2015, ninguém foi responsabilizado”, denuncia Kuanga.

Por outro lado, aquele activista diz que a marcha pretende manifestar a sua solidariedade aos desempregados do campo petrolífero do Malongo e aos trabalhadores das empresas de saneamento básico que esperam há oito meses pelos seus ordenados.

Júlio Paulo, um dos desempregados, considera não existir outra saída.

"Vamos à rua para defender os nossos direitos porque a senhora governadora ainda diz que não conhece nenhuma violação de direitos humanos, e o dinheiro que ela já roubou do povo ate agora?”, perguntou Paulo.

A marcha acontece para assinalar na província o Dia Internacional dos Direitos Humanos que se celebra amanhã, 10 de Dezembro.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG