Links de Acesso

Activistas ameaçam PR José Eduardo dos Santos com greve de fome colectiva


A carta aberta foi divulgada nesta Segunda-feira, 7 de Dezembro.

Numa carta aberta ao Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, os activistas em processo de julgamento, ameaçam fazer greve de fome colectiva caso a fase de interrogatório não seja concluída entre 7 e 11 de Dezembro.

Na carta, assinada por 14 dos 17 activistas arrolados no processo, José Eduardo dos Santos é acusado de interferir no poder judicial, tendo na sala de julgamento "os seus homens", com os "timbres metálicos da Presidência".

"Temos pressa de ser condenados, mesmo sabendo que injustamente"

O julgamento que começou a 16 de Novembro, estava previsto terminar a 20 do mesmo mês, contudo até então, o Ministério Público ainda não concluiu a fase de interrogatório.

No Anexo da carta, estão descritas 20 razões pelas quais a carta foi escrita e por que motivo os activistas consideram que o julgamento se trata de um "teatro".

Fontes dos activistas confirmam a autenticidade da carta aberta dirigida ao Presidente José Eduardo dos Santos.

Leia a carta na íntegra clicando nas imagens:

Carta Aberta dos activistas ao PR José Eduardo dos Santos, Luanda. Angola

Carta Aberta dos activistas ao PR José Eduardo dos Santos, Luanda. Angola

Carta Aberta dos activistas ao PR José Eduardo dos Santos, Luanda. Angola

Carta Aberta dos activistas ao PR José Eduardo dos Santos, Luanda. Angola

Carta Aberta dos activistas ao PR José Eduardo dos Santos, Luanda. Angola

Carta Aberta dos activistas ao PR José Eduardo dos Santos, Luanda. Angola

Carta Aberta dos activistas ao PR José Eduardo dos Santos, Luanda. Angola

Carta Aberta dos activistas ao PR José Eduardo dos Santos, Luanda. Angola

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG