Links de Acesso

Activista diz que Angola não vai combater a corrupção

  • Redacção VOA

Rafael Marques de Morais

Rafael Marques de Morais

Rafael Marques reage a declaração do Procurador prometendo combate à corrupção este ano

O jornalista e activista anti corrupção Rafael Marques disse não acreditar que a procuradoria vá iniciar este ano um combate á corrupção, como anunciado.

O Procurador-Geral da Republica João Maria de Sousa disse que vai este ano dar especial atenção ao combate à corrupção.

Procurador Geral João Maria de Sousa

Procurador Geral João Maria de Sousa

Em declarações ao Jornal de Angola o procurador disse que estão a ser preparados novos instrumentos legais para o combate ao branqueamento de capitais.

Mas Marques disse que as declarações de João maria de Susa são “um pronunciamento meramente político”.

“O procurador não vai fazer nada disso,” disse.




“A procuradoria geral da república e os tribunais não vão dar combate nenhum á corrupção e ao branqueamento de capitais porque são actos praticados sobretudo por altas figuras de estado,” acrescentou

O activista recordou que no passado apresentou várias queixas detalhando alegada corrupção de dirigentes do estado angolano mas que a procuradoria “justifica sempre os actos ilícitos dos próprios dirigentes contrariamente ao que a lei diz”.
XS
SM
MD
LG