Links de Acesso

Activista angolano Nito Alves solto

  • Coque Mukuta

Nito Alves

Nito Alves

Nito Alves libertado com o termo e identidade e residencia

O activista angolano Manuel Nito Alves, condenado por rebelião, tentativa de golpe de Estado e associação de malfeitores, foi libertado nesta terça-feira, 5, com Termo de Identidade e Residência.

Alves foi condenado pelo Tribunal Provincial de Luanda a uma pena de seis meses por crime de injúria aos magistrados e, mais tarde, a outra de quatro anos e três meses, juntamente com mais 16 activistas, conhecidos por revús.

Os demais colegas foram soltos na passada quinta-feira, 29, pelo Tribunal Supremo, que deu provimento ao pedido de habeas corpus apresentado pela defesa.

Embora a libertação de Nito Alves estivesse agendada para 8 de Agosto, depois de cumprir a pena de seis meses, ele foi solto hoje.

À saída da prisão, o activista disse à VOA não acreditar no poder judicial.

"Estou sereno, não acredito no poder judicial porque os juizes devem ser exemplos na democracia e não carrascos criminalistas", afirmou.

Entretanto, a VOA soube junto da defesa que o Tribunal Constitucional anulou a condenação de "injúria ao tribunal", feita em Fevereiro contra Nito Alves.

XS
SM
MD
LG