Links de Acesso

Acnur pede implementação da lei do asilo em Angola

  • José Manuel

O Alto Comissariado das Nações Unidas Para os Refugiados (Acnur) quer que o Governo angolano implemente o mais rápido possível a nova lei sobre o asilo e do estatuto de refugiados.

Esta pretensão foi revelada pela responsável daquela agência da ONU em Angola.

Ester Beniss, que falava à margem de um workshop sobre os direitos dos refugiados numa perspectiva internacional que decorre em Cabinda, defendeu a necessidade da implementação urgente da lei sobre o asilo e do estatuto dos refugiados de modo a conferir maior dignidade aos refugiados e requerentes de asilo no país.

“É importante que esta lei seja implementada para que os refugiados gozem dos seus direitos e sejam capazes de retomarem a sua vida com dignidade”, defendeu Benniss, adiantando que o Acnur está igualmente preocupado com os elevados índices de violência sexual na região.

Esta situação tem sido a maior causa da desintegração familiar, considerou Benniss.

“Na desigualdade de direitos entre géneros é que surgem situações que levam à desintegração das famílias, que inclusive levam pessoas a procurarem refugio noutras comunidades e noutros países”, concluiu a representante da Acnur em Angola.

XS
SM
MD
LG