Links de Acesso

Académicos e artistas cabo-verdianos escrevem ao Presidente de Angola

  • Redacção VOA

Vigília em Mindelo pede libertação de activistas angolanos

Vigília em Mindelo pede libertação de activistas angolanos

Lembram os nacionalistas angolanos e pedem a libertação dos activistas.

Cerca de duas dezenas de académicos, artistas e activistas cabo-verdianos solidários com os presos políticos angolanos escrevem uma carta ao Presidente José Eduardo dos Santos a pedir a libertação dos activistas detidos.

“Tal como no passado, aquando do encarceramento de então jovens angolanos anticolonialistas no Campo de Concentração do Tarrafal (Cabo Verde), na sequência dos acontecimentos de 4 de Fevereiro de 1961, nós, os signatários da presente carta, imbuídos do espírito humanista e em respeito da relação histórica entre Cabo Verde e Angola, exigimos a libertação imediata dos 15 jovens presos políticos angolanos”, lê-se na carta.

Carta a José Eduardo dos Santos

Carta a José Eduardo dos Santos

Aquelas personalidades cabo-verdianas dizem fazer essa exigência “em nome dos valores universais da Liberdade, da Justiça e da Solidariedade, no respeito e na defesa dos Direitos Humanos e a favor de uma Angola livre, de paz e inclusiva”.

Entre outros, assinam a carta o activista Rony Moreira, o artista plástico Tchalé Figueira, a professora universitária Eurídice Monteiro, a musicóloga Lúcia Cardoso, o encenador João Branco, o sindicalista Maky Silva, o músico Alberto Koenig e o movimento Molibização de Acção Cívica#114.

Esta petição segue-se a três vigílias realizadas nas cidades do Mindelo e da Praia.

Luaty Beirão entra no 36º dia de greve de fome

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG