Links de Acesso

"A trança é a construção e reconstrução da identidade", Manuel Rui

  • Mayra de Lassalette

Manuel Rui Monteiro, escritor angolano

Manuel Rui Monteiro, escritor angolano

"A Trança" é o novo romance do escritor angolano Manuel Rui Monteiro, no qual ele narra a busca de uma jovem pelas suas raízes

Numa altura em que o "regresso" a países como Angola, na procura de uma vida melhor ou de uma identidade africana é cada vez mais comum, Manuel Rui presenteia os seus leitores com "A Trança", um romance que conta a história de uma jovem alemã de origem angolana que procura, através da espiritualidade, encontrar em si o que há de africano.

Maria é a personagem principal da obra, sai da Europa para descobrir a sua africanidade e é no avô angolano, ou na sua espiritualidade, que vai beber a informação para juntar ao seu ser europeu àquilo que África lhe pode dar.

Manuel Rui é autor da célebre obra "Quem me dera Ser Onda", que inspirou a União Angolana de Escritores a criar um concurso literário anual com o nome da obra e destinado aos jovens entre os 13 e os 17 anos.

O escritor natural do Huambo, tem mais de 30 obras publicadas, entre contos, romances e poesia, e é também autor da letra do hino nacional de Angola.

Acompanhe a edição de Artes & Entretenimento:

XS
SM
MD
LG