Links de Acesso

A necessidade de revolução verde africana


Agro Dealers, como Tomas Esmael, de Moçambique, dependem do investimento dos governos em agricultura.

Agro Dealers, como Tomas Esmael, de Moçambique, dependem do investimento dos governos em agricultura.

O Diretor do programa PASS da Aliança para a Revolução Verde Africana Joe DeVries falou sobre as repercussões do III Fórum Africano da Revolução Verde.


A Revolução Verde na África jamais se concretizará se um grande esforço conjunto não for feito a respeito. Essa foi a conclusão do 3º Fórum Africano da Revolução Verde (AGRF), organizado pela Aliança para a Revolução Verde Africana (AGRA), terminado na sexta-feira, dia 6 de setembro, em Maputo.

Os debates foram centrados em um estudo realizado pela Aliança, que avaliou a situação da implementação do Programa Compreensivo para o Desenvolvimento da Agricultura, adoptado pelos líderes africanos na cimeira da União Africana realizada em Maputo, em 2003.

O programa, composto por 4 pilares – Gestão de Terra e Água; Acesso ao Mercado; Fome e Fornecimento de Alimentos; e Pesquisa Agrícola – tem como meta estabelecer um investimento mínimo em agricultura em 10% do orçamento do país e garantir um crescimento do sector de 6% ao ano.

O Diretor do programa PASS da Aliança, que trata sobre os sistemas de semente no continente africano, Joe DeVries, concedeu entrevista à rádio Voz da América para comentar sobre os entendimentos obtidos do Fórum.

Ouça a entrevista no início da página.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG