Links de Acesso

"A mulher não fica parada a chorar pelo pão", Lígia Fonseca


Lígia Fonseca, advogada e primeira-dama de Cabo Verde de visita à Voz da América, em Agosto de 2014. Washington DC.

Lígia Fonseca, advogada e primeira-dama de Cabo Verde de visita à Voz da América, em Agosto de 2014. Washington DC.

Apesar de algumas conquistas, a participação das mulheres na vida social e política na maior parte dos países africanos ainda é minoritária.

Na entrevista à Voz da América, Lígia Fonseca defendeu uma educação equilibrada, sem favoritismos de género e realçou a importância da criação de programas de financiamento para as mulheres que vivem do negócio informal.

Além da criação de negócios sustentáveis, a advogada e primeira-dama de Cabo Verde chamou a atenção para a questão da violência doméstica. Considerando que não se pode simplesmente incentivar à separação dos casais, sob pena de não se tratar do problema na sua essência.

Lígia Fonseca esteve nos Estados Unidos, por ocasião da Cimeira Estados Unidos/ África, onde se reuniu com a primeira-dama americana, Michelle Obama.

XS
SM
MD
LG