Links de Acesso

"A história o absolverá", afirma Manecas Santos sobre Fidel Castro

  • Alvaro Ludgero Andrade

Antigo combatente do PAIGC destaca apoio do antigo líder cubano à luta pela independência das antigas colónias portuguesas, em particular na Guiné-Bissau e Cabo Verde.

“A história absolverá Fidel Castro”, afirma Maneca Santos, antigo combatente do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) e que fez a sua formação militar em Cuba na década de 1960 durante a luta pela emancipação daquelas colónias.

“A minha reacção, do PAIGC e de todo o povo da Guiné-Bissau é de tristeza porque Fidel Castro foi o líder de um país que nos ajudou muito durante a luta de libertação nacional e que continua a ajudar-nos”, disse Santos contactado pela VOA no momento em que participava numa reunião do Comité Central daquele partido que viria a aprovar uma moção de homenagem e agredecimento a Castro.

Santos, conhecido comandante do PAIGC durante a luta pela independência da Guiné-Bissau, recebeu treino militar em Cuba, durante a qual foi visitado por Castro, "um homem simples, cordial e que teve um papel extremamente importante no cenário politico internacional, nomeadamente na luta nas antigas colónias portugueses, em particular na Guiné-Bissau e Cabo Verde”.

Sobre o papel de Castro da história, Manecas Santos é peremptório ao considerar que “se fizermos um balanço da vida dele a história o absolverá”.

Ouça os comentários de Manecas Santos:

XS
SM
MD
LG