Links de Acesso

EUA e Nigéria Formam Comissão Bi-Lateral


EUA e Nigéria Formam Comissão Bi-Lateral

EUA e Nigéria Formam Comissão Bi-Lateral

Os Estados Unidos e a Nigéria assinaram ontem um acordo para a formação de uma comissão bi-nacional de cooperação que visa promover a boa governação e combater a corrupção. A secretária de estado americana Hillary Clinton descreveu as relações com a Nigéria de absolutamente vitais para os estados Unidos
O acordo ontem assinado por Hillary Clitnon e pelo secretário para a governação da Nigéria Yayale Ahmed cria a primeira de três comissões bi nacionais que a administração Obama tenciona estabelecer com estados africanos considerados de grande importância. Em breve deverão ser concluídos outros acordos com Angola e África do Sul. Analistas vêm isso como uma clara indicação de quais os países da África subsaariana considerados pelos Estados Unidos de importância estratégica no continente
No caso da Nigéria a comissão terá grupos de trabalho com o objectivo de ajudar a Nigéria a combater a corrupção e abusos eleitorais mas tem também comissões viradas a energia, agricultura e para a instabilidade na região do delta do Níger rica em petróleo
Na cerimónia de ontem Hillary Clinton fez uma menção á crise politica causada pela ausência do presidente Uamaru Yar´adua que se encontra doente.
“Eu sei bem que os nigerianos são fortes, determinados, resistentes e inteligentes. Contudo o último ano tem sido difícil par ao povo nigeriano. Encorajamos os dirigentes da Nigéria a continuarem a trabalhar para resolverem as incertezas políticas, fortalecer as instituições democráticas e para assegurarem a estabilidade e responsabilização,” disse Clinton
O representante da Nigeria Yayale Ahmed, antigo ministro da defesa disse que o seu país faz face a problemas sérios mas não ultrapassáveis fazendo notar que no caso da presidência Goodluck Jonathan foi nomeado presidente interino pela assembleia nacional.
“O facto de termos atravessado ao problema como uma nação forte indica que somos uma democracia forte. Penso que nenhum país em África poderia ter atravessado isto e ter saído da situação mais forte do que nós”, disse.
Eram palavras de Yayale Ahmed secretàrio federal para a governação da Nigéria




Relacionados

XS
SM
MD
LG