Links de Acesso

Reforma Radical da Comissão Eleitoral


O ex-Secretario-Geral das Nações Unidas, Kofi Annan, apela aos lideres políticos do Quénia para aceitarem as recomendações do novo relatório que advoga uma reforma radical da comissão eleitoral do país.

Annan fez aquela afirmação aos jornalistas hoje, sexta-feira, na sequência da publicação do relatório que examina as disputadas eleições do ano passado no Quénia. O ex-chefe das Nações Unidas adiantou que as conclusões do estudo não podem ser simplesmente postas de lado, esquecidas na poeira.

Kofi Annan foi o mediador em Fevereiro passado do acordo de paz que pôs fim a semanas de violência pôs-eleitoral no Quénia.

O painel especial que preparou o relatório, sob a liderança do Juiz Johann Krieger, na aposentação, levou seis meses a investigar as eleições quenianas do passado dia 27 de Dezembro, tendo descoberto fraudes e irregularidades generalizadas na votação, na compra de votos e na contagem dos mesmos.

O relatório afirma que a fraude tornara impossível determinar quem fora o vencedor da corrida presidencial, se o titular, Mwai Kibaki, ou o seu concorrente, Raila Odinga.

XS
SM
MD
LG