Links de Acesso

Governo moçambicano anuncia projectos de gás mas estudo revela que o país não está a ganhar com o negócio


O estudo do Centro de Integridade Pública é dado a conhecer no momento em que o Governo anuncia novos projectos para a extracção e exportação de gás natural.


Nos últimos anos, foram descobertos aproximadamente 128 triliões de pés cúbicos, dos quais 124 milhões no norte do Rovuma.

O governo revelou existirem importantes projectos de exploração em curso na província de Inhambane e prevê que, em 2018, se iniciem as primeiras operações de transformação de gás natural na província de Cabo Delgado, no norte do país.

Entretanto, um estudo sobre o primeiro projecto de exploração de gás natural, em curso há 10 anos em Pande e Temane, a cargo da multinacional sul-africana SASOL, revelou as debilidades do país em matéria negocial, com Moçambique a receber nesse período 50 milhões de dólares contra 800 milhões ganhos pela empresa sul-africana.

Fátima Mimbiri, do Centro de Integridade Pública considera que o país fracassou por náo saber fazer contratos e ofercer muitos incentivos.

Com a apresentação deste estudo, o Centro de Integridade Pública pretende evitar a repetição dos erros, mas Fátima Mimbiri tem as suas dúvidas.
(RM)

Moçambique é o sexto produtor mundial de gás e o governo prepara a assinatura de vários projectos de exploração e exportação com empresas internacionais.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG