Links de Acesso

Guiné-Bissau: Ramos Horta promete visita de secretário-geral da ONU

  • Lassana Casamá

José Ramos Horta

José Ramos Horta

Ramos Horta acredita que a Guiné-Bissau não vai experimentar mais golpes de Estado.

O representante do secretário-geral da ONU na Guiné-Bissau afirmou que se as eleições de Novembro ocorrerem sem fraude e num clima de estabilidade, irá realizar-se uma mesa-redonda para a Guiné-Bissau implicando uma visita do secretário-geral Ban Ki-moon ao país.
José Ramos Horta falava durante uma visita à APALCOF, uma organização não-governamental especializada em agricultura virada para as mulheres camponesas na região de Bafatá, leste do país, concretamente na localidade de Contuboel.

Ramos Horta acredita, por outro lado, que a Guiné-Bissau não vai experimentar mais golpes de Estado.

Era o representante do secretário-geral da UNU na Guiné-Bissau, José Ramos Horta.
Ramos Horta que desde que chegou ao país tem tido uma agenda bem pesada, com auscultação de diferentes sectores ou sensibilidades sobre os problemas que o país enfrenta, tendo para o feito resolvido algumas questões sociais, enquanto perspectiva ajudar ainda na resolução de vários outros problemas que enfermam a Guiné-Bissau, cuja sociedade abraça um nível de subdesenvolvimento muito critico, isto, mediante a ciclos de instabilidade crónica.
XS
SM
MD
LG