Links de Acesso

JMPLA disposta a discutir dia nacional da juventude

  • Arão Ndipa

À espera de oportunidades. Jovens angolanos

À espera de oportunidades. Jovens angolanos

Há "disponibilidade para discutir qualquer problema" - Sérgio Reskova

A JMPLA está disposta a discutir os problemas da juventude com todas as forças políticas, incluindo a data de 14 de Abril como dia nacional da juventude, disse o responsável da Juventude do MPLA, Sérgio Reskova.



Reskova falava à Voz da América sobre o mês da juventude celebrado em Abril em que discutiu os problemas da juventude de Angola.

Muitas organizações políticas têm-se manifestado contra o dia 14 de Abril como Dia da Juventude afirmando que esse dia celebra um herói do MPLA pelo que há escolher um símbolo consensual a todos.

Reskova disse que a data tinha sido escolhida no Conselho Nacional da Juventude e no âmbito de propostas de data sapresentadas pelas organizações ali representadas.

O 14 de Abril tinha sido eleito como dia nacional da juventude, disse, acrescentando que não tinha havido “nenhuma imposição”. Nesse encontro a UNITA tinha por exemplo apresentado a sua própria data.

Contudo afirmou que a JMPLA está disposta a discutir com todas as forças todos os problemas que afectam a juventude angolana.

“Da parte da JMPLA haverá disponibilidade para discutir qualquer problema que seja da juventude e se o problema da juventude se resume a uma data podem continuar a contar com a disponibilidade da JMPLA para abordar esta data,” disse.

Reskova aborou os prolemas gerais da juventude que, fez notar, são a maioria da população angolana.

“Portanto os problemas da juventude são os problemas de Angola,” disse.

Especialistas dizem que governo tem dado prioridades ás zonas do litoral em detrimento das zonas do interior o que tem causado enormes desigualdades sociais que levam a juventude a procurar “fontes alternativas” para a sua sobrevivência.
Isto resulta na migração de jovens para os principais centros urbanos do pais.

O sociólogo João Paulo Ganga entrevistado pela Voz da America disse que a primeira questão para juventude é a falta de emprego.

“Os jovens em angola sentem-se á deriva porque vem-se vedados de oportunidades,” disse acrescentando que a educação e emprego são os dois pilares fundamentais.
Os jovens estão a deriva sem possibilidade de sonhar., disse, acrescentando que isso faz aumentar a delinquência criminalidade, consumo de alcool e drogas.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG