Links de Acesso

Tremor de terra na Huíla

  • Teodoro Albano

Provincia da Huíla

Provincia da Huíla

Danos ligeiros mas população entrou em pânico

O município de Chicomba no leste da Huíla sofreu um pequeno abalo de terra na noite da última Segunda-feira.



O sismo cuja magnitude se desconhece, terá deixado fissuras em algumas residências de populares no município localizado a 220 quilómetros da cidade do Lubango.

Segundo uma fonte oficial na zona a população entrou em pânico quando se registou o abalo

A administradora municipal de Chicomba, Lúcia Francisco, que confirmou o facto, revelou que não é a primeira vez que se dá o fenómeno, mas que o impacto desta vez foi maior.´

“ Isto avaliou-se já em 2011 que foi a última, mas podemos dizer que é a terceira ou a quarta vez que essa situação acontece,” disse.

“Pensamos que desta vez foi um pouco alarmante porque o impacto foi maior e isto assustou bastante, criou pânico aos munícipes de Chicomba,” acrescentou

Preocupada com a persistência do fenómeno na região, Lúcia Francisco, defende um trabalho científico mais apurado para se determinar o grau de perigosidade destes sinais e buscar soluções para se evitar danos maiores no futuro.

Para ela “é preocupante” o facto de não se saber as razões dos abalos e não ter havido até agora qualquer investigação científica.

A Voz da América sabe que uma comissão multissectorial que integra técnicos de geologia e minas, serviços de bombeiros, agricultura e ambiente estão no município para avaliar as consequências do fenómeno.

O fenómeno ocorrido em Chicomba e que terá há anos atrás na circunscrição de Quipungo, levanta a necessidade de criação na província de estações sismográficas para questões de monitoramento.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG