Links de Acesso

SOS Habitat crítica demolições

  • Coque Mukuta

Governo está a cometer crimes contra o seu povo, acusa organização

A política de demolições de casas consideradas ilegais pelo governo angolano foi criticada pela organização não-governamental SOS Habitat que acusou as autoridades de cometerem crimes contra os seus cidadãos.

A organização que foi recebida no dia 19 deste mês pela 10ª Comissão da Assembleia Nacional, que responde pelos dos direitos humanos, e tem estado a analisar reclamações e sugestões dos cidadãos para planificarem em conjunto várias visitas ao locais de desalojamentos em Luanda, considera que o governo angolano não tem cumprido com as regras do desalojamentos, disse Rafael Morais responsável da organização.

“Quando o governo precisa demolir casas e há pessoas que estão afectadas nesta área deve-se primeiro criar as condições de habitabilidade,” disse.

“ Tem que se fazer o levantamento para se saber quantas pessoas estão a estudar, e o local para onde vão, tem que saber se existem condições como escolas hospitais e outras condições inerentes à vida humana,” acrescentou para depois afirmar:

“O que nós temos visto é que isso tem sido claramente violado.”

Rafael Morais acrescentou ainda que o executivo angolano não cumpre com as regras básicas sobre o desalojamento e tem cometido insistentemente crimes contra estas populações.

Demolições e desalojamentos são efectuados quando está a decorrer o ano escolar afectando as crianças enquanto muitos desses desalojados perdem depois os seus empregos porque têm que se mudar para zonas longínquas.

“Todos os dias ouvimos o discurso do governo angolano a dizer que está a trabalhar para o povo mas não está, está sim a cometer crimes” denunciou.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG