Links de Acesso

Boston – FBI investiga explosões mortais durante maratona


Paramédicos ajudam vitimas das explosões em Boston

Paramédicos ajudam vitimas das explosões em Boston

Investigadores estão a tentar descobrir responsavel pelas duas explosões registadas durante a maratona de Boston que deixou pelo menos 3 mortos e mais de 140 feridos

O FBI está a liderar a investigação que envolver várias agências num esforço para investigar o que um responsável da Casa Branca descreveu como “um claro acto de terror.”

Em comunicado divulgado há horas, o FBI dizia ser ainda cedo para determinar a causa ou o motivo para as explosões, as quais tiveram lugar com pouco tempo de intervalo, a cerca de 100 metros uma da outra e já perto da linha de chegada.



O comissário policial de Boston, Edward Davis, disse que não houve qualquer aviso específico de um ataque iminente, e que as autoridades indicaram que até agora ninguém reivindicou responsabilidade.

O presidente americano, Barack Obama, disse na televisão que os Estados Unidos vão encontrar quem foi responsável e levá-lo perante a justiça.

Obama disse que não devíamos tirar conclusões imediatas antes de conhecermos os factos, mas advertiu que os Estados Unidos vão investigar a fundo o sucedido e que o responsável ou grupos responsáveis sentirão o peso da justiça.

As explosões registaram-se quando já decorriam quatros horas da maratona, já depois dos vencedores terem terminado a corrida, mas no momento em que o grosso dos corredores e seus apoiantes se encontram usualmente junto à linha de chegada.

A competição, que contava com mais de 23 mil corredores, foi suspensa quando se deram as explosões.

Imagens de televisão mostravam cenas de confusão, ruas pejadas de detritos e sangue, os paramédicos a transportar os feridos e danos em prédios na vizinhança.

Entre os mortos um menino de 8 anos que tinha ido ver o pai correr a maratona. Várias vítimas sofreram amputações.

Após as explosões foram reforçadas as medidas de segurança em redor de vários monumentos como em Nova Iorque. Em Washington foi encerrada ao trafego pedestre a Avenida da Pensilvânia em frente à Casa Branca.

Boston é uma grande metrópole localizada na zona nordeste dos Estados Unidos. A maratona é um dos eventos importantes da cidade e tem lugar todos os anos. Atrai corredores e espectadores de todo o mundo.

Líderes e governos do mundo condenaram os atentados durante a Maratona de Boston.

O Secretário-geral da NATO, Anders Fogh Rasmussen expressou o seu “profundo choque” sobre o ataque e apresentou condolências as vítimas. Num comunicado, disse que os seus pensamentos estavam com as pessoas de Boston e todos os Estados Unidos.

O presidente da União Europeia, Herman Van Rompuy condenou de “pavorosos ataques” e expressou confiança de que os seus perpetradores serão levados perante a justiça.

O Secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon lamentou a “violência sem sentido”. Ele disse que o incidente foi mesmo mais pavoroso por ter lugar durante um evento “conhecido por juntar as pessoas vindas de todas as partes do mundo num espírito desportivo e de harmonia.”

O ministério dos negócios estrangeiros do Paquistão condenou os “ataques terroristas” e disse que o governo e o povo do Paquistão estão “profundamente chocados e tristes” com um “acto desprezível.”

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG