Links de Acesso

Bubo na Tchuto em tribunal americano

  • João Santa Rita

Está em Nova Yorque. Almirante Bubo Na Tchuto

Está em Nova Yorque. Almirante Bubo Na Tchuto

EUA acusam-no de pedir um milhão de dólares por cada tonelada de cocaína a transitar pela Guine Bissau.

O ex chefe da marinha a Guiné Bissau José Américo Bubo na Tchuto está preso em Nova Yorque e deverá comparecer em tribunal no próximo dia 15.

Bubo na Tchuto compareceu ontem pela primeira vez perante um juiz em Nova Yorque para uma primeira audiência formal na companhia de dois outros homens detidos com ele numa operação em águas internacionais, Papis Djeme e Tchamy Yala, cuja nacionalidade não foi divulgada.

O juiz ordenou a sua detenção até ao próximo dia 15.

De acordo com um comunicado da agência de combate ao tráfico de drogas dos Estados Unidos, a DEA, a operação para a captura de Bubo na Tchuto e seus cúmplices foi lançada em Agosto do ano passado.

O ex dirigente da marinha da Guiné Bissau ofereceu-se para usar a empresa que detinha para facilitar o carregamento de cocaína para fora da Guiné Bissau cobrando uma taxa de um milhão de dólares por cada tonelada recebida.

O processo contra Bubo na Tchuto e os seus dois alegados cúmplices com ele preso envolve um total de sete homens. Outros dois são Manuel Mamadi Mane e Saliu Sisse, cuja nacionalidade também não foi identificada e que foram detidos num país não identificado da África Ocidental. Mane e Sisse deverão comparecer perante um juiz na Terça-feira.

Na Colômbia foram também detidos Rafael Garavito-garcia e Gustavo Perez-Garcia, ambos colombianos que deverão ser extraditados para os Estados Unidos onde deverão então ser formalmente indiciados.
XS
SM
MD
LG