Links de Acesso

Namibe: Pescadores forçados a abandonar zona piscatória

  • Armando Chicoca

Dezenas de pescadores queixam-se de estarem a ser discriminados no Namibe depois de terem sido forçados a abandonar a sua zona habitual de trabalho.




A Construção da nova ponte cais de descarga de derivados de combustíveis na zona piscatória do Saco-mar, no Namibe, é a razão do conflito.

Numa carta subscrita no passado dia 11 de Março, assinada pelo superintendente da Sonangol logística Bernardino Honda este afirmou que se iria fazer5 uma suspensão temporária das actividades dos pescadores no perímetro Star Fish e porto Mineraleiro, até 22 de Março, para dar espaço a manobra do navio de grande porte que trouxe material de construção da nova ponte cais.

Mas a suspensão temporária acabou por se tornar permanente deixando os pescadores sem possibilidade de continuarem as suas actividades no local.

A Associação de pesca artesanal, cujo os componentes da própria direcção são igualmente funcionários dos diversos sectores do estado, segundo os visados abandonaram os pescadores sem lugar certo para poderem desenvolver a sua actividade.

Os homens dizem que pagam contribuições fiscais pelo que deveria haver no mínimo o dialogo .

Wendinga Etoko é pescador desde o tempo de contratado, ainda no tempo colonial e diz que este é o primeiro constrangimento que enfrenta na sua vida, num pais que se diz democrático e de direito

Perante este cenário, mais de duzentos pescadores dizem estar de braços atados, sem qualquer probabilidade de resolver os problemas escolares de seus e das famílias entregues a indigência.

Procuramos ouvir autoridades governamentais afins, mas sem sucesso, por estas alegarem falta de tempo.

Entretanto, o Secretário Provincial do Namibe da UNITA, Vitorino Ndunduma que também esteve no local, alega que a falta de políticas sociais claras no país é um dos motivos que relegam os angolanos cada vez mais a humilhação e sofrimento.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG