Links de Acesso

Kwanza Sul avança com programas de apoio aos veteranos

  • Fernando Caetano

Companhia petrolifera envolvida em programas avaliados em milhões de dólares

Na província angolana do Kwanza Sul está em curso um vasto programa de apoio aos veteranos de guerra que conta com o apoio de organizações internacionais, como o Banco Mundial e ainda da companhia petrolífera ESSO.




A província conta com 17.613 ex-militares desmobilizados . Esta cifra consta dos registos de validação feitos pela Forças Armadas Angolanas segundo confirmação do chefe dos serviços provinciais do Instituto de Reintegração Sócio-Profissional do Ex-Militares (IRSPEM)

Para José Domingos “Alemão”o contacto directo com os ex militares tem permitido que a sua instituição tenha registado avanços no registo e reintegração dos mesmos.

Segundo a organização, no âmbito do Programa do Governo de Reforço a Reintegração foram construídas escolas, cresces, postos de saúde e muito mais para dar dignidade a vida aos ex-militares e suas famílias numa parceria entre o governo e a comunidade internacional através do Banco Mundial.

Foi través deste programa que 630 enfermeiros desmobilizados das antigas forças da UNITA, já se encontram a trabalhar.

De igual forma no sector de educação foram enquadrados 179 professores das antigas forças da UNITA.

.José Domingos disse a Voz da América que: - Com as acções do programa do governo pode-se atingir um nº de 11.807 assistidos, sendo 8.221 ex-militares e 3.586 agregados dos ex-militares.

No Programa do Governo de Reforço a Reintegração cujo objectivo é apoiar aqueles ex-militares que nunca beneficiaram de qualquer apoio do governo o IRSEM foi continuando a fazer o registo e agora conta com 14.085 ex-militares registados .

Foram elaborados 19 projectos para este programa que teve seu início em 2007 e só em 2010 começou a ser implementado tendo como objectivo a criação de 9.570 oportunidades de emprego.

Dos 19 projectos, aliados em quase 13 milhões de dólares, dois já foram financiados sendo um para o município de Porto-Amboim em 2011 e outro para o Sumbe em 2012 tendo abrangido 730 ex-militares nas suas várias componentes.

José Domingos do IRSEM local diz que o executivo vai financiar os outros projectos:

««O executivo assumiu o compromisso de financiar 8 projectos que são: projectos para os municípios da Kilenda, Conda, Ebo, Mussende, Seles, Sumbe, Amboim e Kibala, são 8 projectos só que a diferença desse projecto da Kibala não é um projecto para apoio directo económico, social aos ex-militares p
... é uma escola de de artes e ofícios, carpintaria, serralharia e o mesmo vai ser implementado na Kibala com parceria entre o governo através do IRSEM e a petrolífera ESSO»," disse

Projectos de apoio aos ex-militares financiados pelo governo angolano e a petrolífera Esso vão envolver cerca de sete milhões de dólares em apoio a 3.889 ex-combatentes num orçamento de pouco mais de sete milhões de dólares.

Para o primeiro trimestre deste ano a previsão é financiar os projectos do Ebo e Amboim tendo já sido feito concurso para os potenciais fornecedores.

O segundo trimestre reserva os municípios do Mussende e o Sumbe sendo o Seles para o terceiro trimestre de 2013 e o quarto reservado aos municípios da Kilenda, Conda e Kibala.
XS
SM
MD
LG