Links de Acesso

Um cidadão desaparecido depois de fortes chuvadas em Luanda

  • Redacção VOA

Uma cena que se repete.

Uma cena que se repete.

Inundações e vários estragos na capital

Um cidadão desaparecido, desabamento de residências, ruas alagadas e quintais inundados é o balanço provisório das chuvas registadas sábado e domingo na cidade de Luanda.




O porta-voz do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB), Faustino Sebastião foi hoje citado pela Angop, como tendo dito que um adulto foi arrastado na chamada ponte molhada, na comuna do Benfica, município de Belas, pela correnteza das águas. Informou que o corpo de bombeiros tudo está a fazer no sentido de resgatar o corpo do indivíduo desaparecido, cuja idade e nome é desconhecido.

Segundo a mesma fonte, foi também registado o desabamento de três residências, na vila de Catete, município de Icolo e Bengo, 209 residências alagadas nos municípios de Viana, Cacuaco e Belas, que incluindo a centralidade do Kilamba. Os alagamentos afectaram quatro viaturas ligeiras, enquanto que três árvores caíram na via pública em Viana.

A fonte dos Bombeiros precisou que 300 residências, localizadas na zona do Porto Seco, em Viana, estão na eminência de desabar, devido a progressão de uma ravina, como consequência das chuvas que tem como zonas mais afectadas os municípios de Belas, Viana e Cacuaco.

Os bombeiros apelam a população para evitar o uso da chamada ponte molha quando estiver a chover, utilizando, de preferência, a via principal de ligação ao Futungo ou a via expressa.
XS
SM
MD
LG