Links de Acesso

Polícia pressiona familiares de desaparecidos

  • Coque Mukuta

Kamulingue e Cassule

Kamulingue e Cassule

Irmão de Isaías Cassule diz que polícia tentou levà-lo a assinar um documento e pressionou-o para não falar com jovens que organizam manifestações

Um familiar de um dos dois jovens activistas desaparecidos há quase um ano disse estar a ser vítimas de pressões policiais para não falarem sobre o caso.




Alves Kamulingue e Isaías Cassule desapareceram nos dias 27 e 29 de Maio quando se encontravam envolvidos nos preparativos de manifestações de veteranos das forças armadas.

Recentemente os seus familiares desmentiram declarações do governo de que estariam a ser informados do andamento das investigações sobre os desaparecimentos

Segundo Veloso Sebastião Cassule irmão de Isaías Cassule, as autoridades tentaram leva-lo a assinar um documento na Direcção Nacional de Investigação o que el se recusou a fazer por desconhecer o seu conteúdo.

“Fui à polícia porque a polícia me chamou,” disse Veloso Cassule.

“Quando cheguei encontrei um documento que eles me mandaram assinar e eu neguei assinar,” disse.

Veloso Cassule denunciou ainda a pressão que disse estar a ser efectuada pelos elementos da Direcção Nacional da Investigação Criminal para não falarem sobre o caso com o grupo de jovens que tem estado a organizar manifestações e a protestar contra o desaparecimento dos activistas.

As autoridades desencorajaram- no também a falar sobre o ministro do interior.
“Estão a me falar para não falar coisas sobre o Ministro do Interior,” disse.

“Uma vez eles me disseram se um grupo de manifestante se meterem mais neste assunto você diz para não se meterem mais, porque o irmão é teu, mas eu disse não, porque para esse problema vir parar aqui na policia foi graças a eles,” acrescentou.

Entretanto o último jovem a ter contacto com Isaías Cassule antes deste desaparecer disse nunca ter sido sequer contactado pela policia.

Os familiares dos desaparecidos afirmam que nem a Polícia Nacional nem qualquer entidade do estado angolano está a investigar o desaparecimento dos dois activistas.

“Nós estamos a achar que eles não estão a fazer nenhuma investigação porque eles também têm medo” lamentou.

“Nós assim não sabemos o que vamos fazer ou vamos nos unir com outra família e vamos sair às ruas,” disse Veloso Cassule irmão de Isaías Cassule.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG