Links de Acesso

Chefe militar senegalês visita Bissau

  • Lassana Casamá

Reforma do sector militar na Guiné-Bissau começa em Setembro

Reforma do sector militar na Guiné-Bissau começa em Setembro

Presença de forças da CEDAO e conflicto em Casamance objectos de discussão

O chefe de estado-maior general das forças armadas do Senegal, o general Mamadou Sow chegou a Bissau Segunda-feira para uma curta visita de 24 horas.




A presença de tropas da CEDAO em território guineense deverá ser o principal tópico das discussões com as autoridades da Guiné Bissau, mas a situação no território senegalês do Casamance deveria ser também alvo de análise.

Ao longo dos anos a rebelião nessa província vizinha da Guiné- Bissau tem resultado em confrontos fronteiriços envolvendo forças da Guiné Bissau.

Sabe-se que as autoridades senegalesas querem iniciar conversações com os rebeldes mas procuram um interlocutor válido.

Durante a sua estadia em Bissau o General Sow deveria visitar duas bases militares e avistar-se com destacados dirigentes guineenses entre os quais o presidente da República.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG