Links de Acesso

Clinton: Intervenção no Mali é luta antiterrorismo

  • Ana Guedes

Hillary Clinton Washington January

Hillary Clinton Washington January

A secretária de estado Clinton diz que a luta francesa e da África Ocidental contra os militantes islâmicos no norte do Mali é uma luta necessária contra o terrorismo global.

Segundo Hillary Clinton a campanha militar contra os terroristas afiliados da al-Qaida, no norte maliano, é crucial para lhes negar uma plataforma de onde lançar ataques na região africana do Sahel.

“Esta é uma ameaça séria e constante porque olhando para a dimensão do norte do Mali, se olharmos à topografia – não é apenas um deserto, são cavernas. Parece recordar-nos algo. Estamos envolvidos numa luta, numa luta necessária. Não podemos permitir que o norte do Mali se torne num local seguro (para terroristas).”

A pedido do governo interino maliano, as tropas francesas começaram a liderar luta contra os militantes, que tomaram controlo do norte do Mali no ano passado e avançaram para sul. As tropas oeste africanas estão também a chegar ao Mali para assistir neste esforço.

A administração Clinton apoia a iniciativa da África Ocidental continuando a trabalhar com os países vizinhos do Mali.

“Estamos a trabalhar, com outros países, para aumentar a segurança em redor do norte do Mali. A Argélia é o único país com verdadeira capacidade para o fazer. A maior parte dos países não tem a capacidade para o fazer.”

Conselheiros militares americanos estão a ajudar na preparação dalgumas das tropas da CEDEAO que vão para o Mali. Os membros da CEDEAO –Nigéria, Níger, Togo, Burkina Faso, Libéria, Benin, Guine, Gana e Senegal prometeram contribuir com soldados, da mesma forma como Chade.
XS
SM
MD
LG