Links de Acesso

Os investigadores acreditam que o leite de vaca protege contra o VIH e isto porque os anticorpos inibidores do vírus serão desenvolvidos em creme microbicida.

Uma equipa de investigadores de Melbourne desenvolveu um tipo de leite de vaca – o colostrum, com anticorpos que protegem as células humanas do vírus (VIH), o vírus da ida, avança o jornal Science.

Colostrum é o primeiro leite produzido naturalmente com anticorpos que protegem o novo bezerro de infeções, pois as vacas vacinadas produzem, no seu leite, anticorpos contra o VIH.

O estudo, levado a cabo pelas equipas de investigação da universidade de Melbourne e da empresa australiana de biotecnologia, Immuron, baseou-se em vacinar vacas grávidas com uma proteína VIH e estudar o leite da amamentação depois do parto dos animais, pois, apesar de as vacas não poderem contrair o VIH, o seu sistema imunitário desenvolve anticorpos contra o desenvolvimento de uma proteína estranha ao seu organismo.

“Nós estamos aptos a desenvolver anticorpos específicos no leite contra a proteína do VIH”, diz Marit Kramski, a investigadora de Melbourne que apresentou o estudo -- um dos vencedores do Fresh Science – um prémio australiano que premeia jovens cientistas.

“Testámos os anticorpos em testes de laboratório e descobrimos que eles conseguem ligar-se ao VIH, fazendo com que o vírus não infete e penetre nas células humanas”, diz Marit.

Os anticorpos inibidores do VIH do leite de vaca serão desenvolvidos num creme microbicida que será aplicado na vagina antes, durante ou depois do sexo para proteger as mulheres de contraírem doenças sexualmente transmissíveis.

Várias experiências com microbicidas estão a ser desenvolvidas em vários países mas, segundo os especialistas, os anticorpos desta pesquisa são mais fáceis e mais baratos de produzir, sendo uma nova e estratégica prevenção contra o VIH.
“Esperamos que o nosso leite com anticorpos contra o VIH seja uma arma funcional e eficaz utilizada para prevenir sexualmente a transmissão do vírus”, diz a investigadora Marit Kramski, sublinhando que “se for comprovado eficazmente nos humanos, irá incentivar as mulheres a protegerem-se contra o VIH.”
XS
SM
MD
LG