Links de Acesso

França intervém militarmente no Mali

  • Redacção VOA

Rebeldes islâmicos do Ansar Dine

Tropas francesas entram em combate para parar avanço de rebeldes islamitas

Tropas francesas entraram em combate no Mali para impedir o avanço de forças islamitas no país.

O presidente francês François Hollande disse que o envio de forças tinha sido feito a pedido do governo maliano.

“Forças do exército francês apoiaram unidade malianas esta tarde na luta contra elementos terroristas,” disse o presidente que afirmou que o Mali faz face a uma “agressão terrorista”.




Hollande disse que a intervenção francesa “durará o tempo que fôr necessário”.
Desconhece-se quantas tropas francesas foram enviadas par ao país

Na Quinta-feira o Conselho de Segurança manteve uma reunião de emergência para discutir a crise no Mali depois de militantes islamitas terem capturado uma cidade chave no centro do país perto da cidade de Mopti. O conselho aprovou um rápido envio de uma planeada força oeste africana para apoiar o governo maliano.

O presidente interino do Mali Dioncounda Traore pediu á França uma ajuda imediata para se por termo ao avanço dos rebeldes

Outras fontes disseram que aviões e helicópteros militares começaram a chegar quinta feira a Mopti.

Ainda na Quinta-feira o grupo Ansar Dine, um dos grupos que ocupa o norte do Mali, capturou a pequena cidade de Konna. Konna esta situada a apenas 25 quilómetros de Mopti .


Na capital Bamako o governo deu ordens para o encerramento de todas as escolas . A mesma a medida foi aplicada também na cidade de Kati.
XS
SM
MD
LG