Links de Acesso

"Mãos Livres" acusa polícia angolana de execuções extra judiciais

  • Coque Mukuta

Corpos de sete jovens algemados foram encontrados no Cacuaco

A organização Mãos Livres acusou a polícia de ser responsável pela execução extra judicial de sete jovens no mês passado

Os corpos dos jovens algemados foram encontrados no Cacuaco e terão sido executados no passado dia 19 de Dezembro.

O Comandante da Polícia Nacional da Divisão do Cacuaco, Tony Ribeiro, e o Chefe da Investigação Criminal daquele município, mostraram-se indisponíveis para dar qualquer explicação sobre o assunto.

Salvador Freire dos Santos, presidente da Associação Cívica Mãos Livres, disse à Voz da América que o caso foi apresentando a diversas comissões governamentais, legislativas e judiciais.

A Mãos Livres tomou conhecimento do caso por denúncia que lhe foi feita, tendo recebido “algumas fotografias dos sete jovens”.

“Nós pegamos esses dados e encaminhamos isso para entidade competentes como Procuradoria-Geral da República, Ministério do Interior, Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, Provedoria de Justiça e Comando Geral da Polícia Nacional e o Parlamento angolano,” disse.

Salvador Freire entende que casos de cidadãos encontrados mortos algemados raramente acontecem.

Para Freire os responsáveis só podem ser elementos da polícia: “Elementos algemados naturalmente só podem ser executados pela polícia e depois aparecem executados,” frisou. "É caso raro aparecerem pessoas algemadas que foram executadas”.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG