Links de Acesso

2013: São Tomé em "ressaca" da recente crise política

  • Óscar Medeiros

Vai ter que curar a "ressaca" polítca. Gabriel Costa, recém nomeado primeiro ministro de São Tome

Vai ter que curar a "ressaca" polítca. Gabriel Costa, recém nomeado primeiro ministro de São Tome

Analista diz que queda do anterior governo vai ter efeitos negativos políticos e económicos em 2013

São Tome e Príncipe entra em 2013 com uma profunda "ressaca" da crise política que abalou o país no final do ano transacto.

O analista político Liberato Moniz disse que a ultima crise política “ deixou marcas muito profundas” na sociedade civil são tomense.

“Pela primeira vez vê se a sociedade civil mais dividida, com posições mais extremadas,” disse Moniz para quem é necessário que a sociedade civil tenha pessoas “ que possam fazer a ponte para chamar à razão os são tomenses”.

Para o analista político o ano de 2013 não deverá ser um ano de “total viragem” já que muitos políticos não têm a noção da responsabilidade que têm.

Par ao analista 2013 deverá ser marcado pela agudização da crise política devido ao agravamento das divisões.

Para além das divisões políticas a crise política dos últimos três meses de 2012 terão repercussões económicas negativas no novo ano, particularmente no que diz respeito aos investimentos externos.

A instabilidade política no país tem também tido efeitos negativos na administração da justiça algo que continuará a sentir-se em 2013, disse Liberato Moniz.

Ouça a entrevista na reportagem de Oscar medeiros

XS
SM
MD
LG