Links de Acesso

"Quem tem muito deve ajudar quem tem pouco", diz Eduardo dos Santos na mensagem de Ano Novo

  • Venâncio Rodrigues

José Eduardo dos Santos, Presidente de Angola (JA)

José Eduardo dos Santos, Presidente de Angola (JA)

"O Estado deve adoptar políticas de serviço social e resgatar o espírito de solidariedade que sempre caracterizou o nosso povo"

Os apelos à solidariedade com os mais desfavorecidos, à estabilidade no seio das famílias e o reconhecimento da força e do empenho da juventude angolana, constituem os destaques da curta mensagem de fim de ano do Presidente da República.

Não é a primeira vez que Eduardo dos Santos apela para ajuda aos mais desfavorecidos, mas desta vez fê-lo aparentemente convencido de que, como afirmou, a solidariedade fortalece a coesão social.

"Quem tem muito deve ajudar aqueles que têm muito pouco ou quase nada, tendo presente na sua consciência que a solidariedade fortalece a coesão social", defendeu José Eduardo dos Santos na cerimónia realizada no Jardim da Cidade Alta.

O Presidente angolano justificou a brevidade da sua intervenção, com alegação de que eram "sobejamente conhecidas" as promessas eleitorais feitas pelo seu partido nas eleições gerais de Agosto passado.

José Eduardo dos Santos precisou que tais promessas estavam reflectidas "na proposta de orçamento de Estado para 2013 onde o sector social registou um acréscimo de verbas de cerca de 50% relativamente ao OGE de 2012".

"No mundo actual, e mesmo na nossa sociedade, em que o valor da vida começa infelizmente a ser avaliado por considerações puramente utilitárias e materialistas, o Estado deve adoptar políticas de serviço social e resgatar o espírito de solidariedade que sempre caracterizou o nosso povo", defendeu.

José Eduardo dos Santos disse que o país conta com o papel da juventude angolana para vencer os desafios do presente e do futuro e manifestou a necessidade do Estado e a sociedade combaterem a violência doméstica e atenderem às preocupações das crianças, das mulheres, dos portadores de deficiência, dos ex-militares deficientes e dos antigos combatentes e veteranos de guerra.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG