Links de Acesso

CNE considera "improcedentes" queixas da oposição sobre as eleições

  • Redacção VOA

Contagem de votos em Luanda

Contagem de votos em Luanda

Partidos da oposição vão recorrer para o Tribunal Constitucional de Angola

A CNE (Comissão Nacional Eleitoral) considerou "improcedentes" todas as queixas da oposição sobre irregularidades nas eleições de 31 de Agosto.

A decisão foi anunciada pela porta-voz da CNE, Júlia Ferreira, após uma reunião plenária da Comissão, realizada quarta-feira em Luanda.

Para o plenário da CNE as reclamações dos partidos UNITA, PRS e a Coligação – CASA-CE são ilegais e imbuídas de má fé.

"O plenário aprovou três deliberações no sentidos de não dar provimento, não dar procedimento às reclamações apresentadas pelos reclamantes por serem extemporâneas por serem ilegais e portanto caracterizou estas reclamações como e imbuídas de má fé,” disse a porta-voz.

A decisão da CNE não é inesperada. A UNITA, a CASA-CE e o PRS já tinham anunciado a decisão de recorrer para o Tribunal Constitucional, antes mesmo de ela ter sido divulgada.

No domingo, aqueles três partidos apresentaram formalmente os seus pedidos de impugnação das eleições.

Os correspondentes da Voz da América continuarão a actualizar esta notícia

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG